A importância da Contabilidade

Todo o empresário deve auxiliar seu contador a realizar uma escrituração contábil real e eficiente. Os dados contábeis, além de registrarem a história da empresa, podem auxiliar o empresário a diminuir custos e a tributação.

Um balanço patrimonial ou um demonstrativo de resultados, peças extraídas da escrituração contábil, quem sabe seja de difícil assimilação para leigos. Ou como dizia meu professor de Contabilidade – “Balanço foi feito somente para contador entender”.

Pela importância dessas peças contábeis, que servem de base para informações para o fisco, para a justiça, para a sociedade e para a vida particular dos sócios e colabores da organização, todo o empresário deve procurar compreendê-las em sua plenitude. Quem sabe até fazer um curso de contabilidade para leigos.

Com isso ele, o empresário, teria condições de administrar o seu negócio baseado em fatos ocorridos e direcioná-lo facilmente para suas metas. Entendendo de contabilidade o administrador daria mais importância a ela e poderia fornecer todos os dados necessários para bem executá-la.

A escrituração contábil além de facilitar a tomada de decisões, é base fidedigna para prestações de conta entre sócios; é parâmetro incondicional para a obtenção de créditos junto a instituições financeiras e fornecedores; serve de prova perante ações judiciais; possui credibilidade na transferência patrimonial em caso de inventário; valoriza as quotas ou as ações da empresa e comprova os rendimentos dos sócios ou proprietário.

Além disso pela escrituração contábil pode-se fazer um planejamento tributário que resulte em economia significativa de impostos para a organização. Salienta-se que os lucros, apurados pela contabilidade, podem ser distribuídos com isenção de imposto de renda na tributação da pessoa física dos sócios.

É importante grifar que microempresa, empresa de pequeno porte, empresa tributada pelo lucro presumido, pelo lucro arbitrado, pelo lucro real, organizações sem fins lucrativos, cooperativas, associações, condomínios, agronegócios, atividades rurais em nome de pessoas físicas, clubes esportivos, mesmo amadores, confraria de amigos e até MEI (Micro Empreendedor Individual) dentre outras agremiações, precisam da contabilidade para formalizar sua gestão, sua arrecadação, bem como a aplicação dos recursos arrecadados.

Resumo dizendo que a contabilidade deve ser considerada o coração da organização, mas, não existe “meia boca” nessa matéria. Ela terá que ser completa, realizada por profissionais competentes e valorizada por empresários para que auxiliem em sua composição com documentos fidedignos.

Renato Francisco Toigo – Contador. CRC-RS 22.724

Compartilhe

Continue Lendo