Blog

Emitir DAS Simples Nacional: saiba como profissionais liberais devem fazer

Profissional Liberal Tem DÚvidas Sobre Como Emitir Das Simples Nacional EntÃo Leia Este Artigo Blog 2 (1) - TCA Digital

Profissional liberal, tem dúvidas sobre como emitir DAS Simples Nacional? Então leia este artigo!

Profissional liberal, com estas informações, emitir DAS Simples Nacional vai ficar muito mais fácil. Acesse o artigo que prearamos e fique por dentro!

É muito comum que profissionais liberais tenham dúvidas sobre como emitir DAS Simples Nacional, mas estamos aqui para ajudar você a resolver de vez essa situação.

Nas próximas linhas, você terá acesso a informações importantes, as quais vão ajudar a entender mais sobre o assunto e a saber como lidar com esse tema com mais tranquilidade no seu dia a dia.

Isso posto, leia até o final o material que preparamos e conheça como estar em dia com seus tributos!

O que é o Simples Nacional e como funciona o recolhimento de tributos por ele?

O Simples Nacional é um regime tributário direcionado a microempresas, cujo faturamento anual vai até R$ 360.000,00, e empresas de pequeno porte, cujo limite é de R$ 4.800.000,00.

Ele foi estabelecido tendo em vista que essas modalidades de empresas têm grande relevância para nossa economia.

A fim de que você tenha uma ideia mais precisa, somente no primeiro semestre de 2022, de acordo com publicação no portal Agência Sebrae, cerca de 72% dos empregos criados foram por negócios desse porte.

Ainda, cerca de 99% dos negócios existentes no período eram microempresas e empresas de pequeno porte.

Paralelamente, a carga tributária enfrentada, por vezes, compromete até mesmo a competitividade do negócio.

Sendo assim, trata-se de um regime diferenciado, regido pela Lei 123/2006, o qual tem como propósito ajudar essas empresas a reduzirem seus gastos com impostos.

Ele também oferece simplificação da burocracia.

Por exemplo, é possível realizar o pagamento de até 8 diferentes tipos de tributos em uma única guia, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), sendo eles:

  • Imposto de Renda de Pessoa Jurídica – IRPJ;
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido – CSLL;
  • Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISSQN;
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social – Cofins;
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias – ICMS;
  • Programa de Integração Social – PIS;
  • Imposto sobre Produtos Industrializados – ISSQN;
  • Contribuição Patronal Previdenciária – CPP.

Apesar de todos os benefícios, é necessário levar alguns aspectos em consideração, ao ser optante pelo Simples Nacional.

No próximo tópico, vamos conversar sobre os cuidados ter, mas antes aproveite para conhecer alguns artigos que vão auxiliar na gestão do seu empreendimento:

Quais cuidados ter ao apurar seus impostos por essa modalidade?

Profissionais liberais optantes pelo Simples Nacional precisam prestar atenção a alguns aspectos.

Eles são necessários para evitar erros, os quais podem, inclusive, fazer com que a empresa seja excluída do regime, ou mesmo ter de lidar com multas.

O primeiro deles é acompanhar o faturamento para que, em caso de ultrapassar, dar a tratativa correta para situação.

Isso é preciso, pois, caso seu empreendimento exceda em 20% o limite do faturamento permitido, deverá haver a exclusão no mês subsequente.

Caso esse valor seja abaixo, poderá aguardar o próximo exercício.

Devemos lembrar que um dos motivos os quais levam empresas a serem excluídas do regime é a existência de débitos:

  • previdenciários;
  • tributários.

Logo, você deve estar em dia com o pagamento dessas obrigações.

Outro ponto importante está ligado à separação de suas receitas, sobre o qua vamos conversar no próximo tópico.

O que considerar ao emitir DAS Simples Nacional ao atuar como profissional liberal?

Ao emitir DAS Simples Nacional , é preciso fazer separação das receitas segundo o anexo relacionado à atividade a qual elas se referem.

Isso acontece por que a Lei 123/2006 traz tratamento diferenciado, conforme o tipo de atividade desenvolvida.

Ou seja, comércios seguem uma tabela com determinados percentuais de cálculo que variam segundo a receita acumulada nos últimos 12 meses.

Já prestadores de serviços vão se guiar por anexos diferentes, de igual modo empresas industriais.

Sendo assim, se você desenvolve prestação de serviços e comercialização de mercadorias, as receitas deverão ser separadas.

Caso exista faturamento com retenção do ISS, você também deverá separar, caso contrário irá pagar o tributo duas vezes.

Profissionais liberais devem se atentar ao fator R.

Ele consiste em um cálculo realizado com o propósito de saber se o empreendimento que utiliza o Anexo IV poderá apurar seus tributos pelo Anexo III, o qual possui percentuais menores.

Feito isso, você precisará acessar o Portal do Simples Nacional, opção “Serviços”, posteriormente a opção “PGDAS-D e DEFIS – a partir de 2018”.

Ao fazer isso, serão apresentadas telas que vão precisar ser preenchidas conforme a movimentação da sua empresa durante o período e a segmentação das receitas.

Sobre isso, já conversamos anteriormente.

O vídeo abaixo ajudará a entender mais sobre como deve ser feito:

Lembre-se que, independentemente de você ter faturamento ou não, é necessário realizar esse procedimento mensalmente.

Isso porque ele funciona como uma declaração, caso você ultrapasse a data limite, que costuma ser até o dia 20 do mês subsequente ao período da movimentação, poderá ter que pagar multas.

Quais as vantagens você terá ao ter auxílio especializado?

Como você pode observar, existem vários detalhes que devem ser observados ao emitir DAS Simples Nacional.

Contar com apoio de quem entende permite que você cumpram todos os requisitos e tenham mais tranquilidade e sua gestão.

No link abaixo, você conhecerá quem pode ajudar você nessa tarefa:

Contabilidade especializada em optantes do Simples Nacional

TCA Digital: apoio focado em simplificar o seu dia a dia!

Emitir DAS Simples Nacional demanda, como vimos, saber:

  • qual o anexo que sua empresa deverá utilizar;
  • se é necessário calcular o fator r;
  • separar suas receitas;
  • preencher o sistema no portal da Receita Federal.

Lembrando que o envio de informações deve ser feito mensalmente, quer você tenha ou não faturamento.

Contar com quem entende permite que você realize todos esses procedimentos com mais facilidade.

Nós, da TCA Digital, vamos ajudar você nessa tarefa.

Clique no botão abaixo, fale com a gente e entenda como!

Preciso de ajuda para cumprir com as obrigações da minha empresa optante pelo Simples Nacional.

5/5 - (1 vote)
Summary
 Emitir DAS Simples Nacional: saiba como profissionais liberais devem fazer
Article Name
Emitir DAS Simples Nacional: saiba como profissionais liberais devem fazer
Description
Profissional liberal, tem dúvidas sobre como emitir DAS Simples Nacional? Então leia este artigo e saiba de todas as informações necessárias!
Author
Publisher Name
TCA Digital
Publisher Logo

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Entenda O Que é A Autorregulação De Tributos E Como Você Pode Se Beneficiar! - TCA Digital

Saiba como aderir à autorregulação de tributos!

Descubra o que é a Autorregulação de tributos e como se beneficiar! Impulsione sua compreensão sobre a autorregularização de tributos e descubra como essa medida pode beneficiar sua empresa. Você sabia que a Receita Federal oferece um

Entenda O Que é A Autorregulação De Tributos E Como Você Pode Se Beneficiar! - TCA Digital

Saiba como aderir à autorregulação de tributos!

Descubra o que é a Autorregulação de tributos e como se beneficiar! Impulsione sua compreensão sobre a autorregularização de tributos e descubra como essa medida pode beneficiar sua empresa. Você sabia que a Receita Federal oferece um

Recomendado só para você
Descubra qual o CNAE ideal para profissionais médicos A Classificação…
Cresta Posts Box by CP