Blog

Tributação no Lucro Real: como funciona? Vale a pena?

Fale agora com um especialista

Tributação No Lucro Real Como Funciona E Por Que Pode Ser Barato Para Sua Empresa - TCA Digital

Tributação no Lucro Real: como funciona e por que pode ser barato para sua empresa?

Esclareça suas dúvidas sobre a tributação no Lucro Real: saiba mais sobre como funciona, suas vantagens e se vale a pena!

Será que a tributação no Lucro Real é vantajosa para sua empresa?

Entre as opções disponíveis, o Lucro Real não só é um dos mais complexos, mas também pode ser o mais vantajoso em algumas situações.

Por isso, é essencial entender como essa forma de tributação funciona, assim como conhecer suas vantagens, para fazer a escolha certa.

Afinal, a escolha do regime de tributação é uma das decisões mais importantes para as empresas, pois afeta diretamente a carga de impostos que ela deve pagar. 

Então, continue a leitura e confira tudo o que você precisa saber sobre a tributação no Lucro Real!

Como funciona a tributação no Lucro Real?

O Lucro Real é um regime tributário que se baseia no lucro efetivo da empresa para o cálculo do IRPJ e da CSLL.

Ou seja, nessa forma de tributação, a empresa paga esses impostos sobre o que realmente faturou, após deduzir todas as despesas e custos operacionais. 

Para apurar o lucro real, a empresa deve manter uma contabilidade detalhada e precisa, registrando todas as receitas e despesas, bem como os ajustes previstos em lei. 

Essa tributação pode ocorrer, de forma mensal, trimestral ou anual. O ideal é contar com um contador especializado, para verificar a forma de tributação mais adequada à realidade do seu negócio.

Além disso, a empresa deve apresentar à Receita Federal o LALUR (Livro de Apuração do Lucro Real), que é um documento que demonstra o lucro contábil e o lucro fiscal da empresa.

Por fim, vale ressaltar que essa forma de tributação é obrigatória para algumas empresas, como as que faturam acima de R$ 78 milhões por ano e as que exercem atividades do setor financeiro.

Saiba mais:

Quais impostos afetam as empresas do Lucro Real?

Além do IRPJ e da CSLL, que são calculados sobre o lucro efetivo, as empresas do Lucro Real também estão sujeitas aos seguintes impostos:

  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Imposto sobre Serviços (ISS);
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Agora que você já sabe como a tributação no Lucro Real funciona e quais são os impostos envolvidos, é hora de conhecer as vantagens desse regime. Vamos lá?

Quais as vantagens da tributação no Lucro Real?

O Lucro Real pode oferecer algumas vantagens importantes para as empresas, como, por exemplo:

  • Dedução de despesas e custos operacionais, reduzindo a base de cálculo dos impostos;
  • Compensação de prejuízos fiscais de períodos anteriores, reduzindo o lucro real e, consequentemente, os impostos;
  • Aproveitamento de créditos de PIS e COFINS sobre insumos e despesas, reduzindo o valor a pagar dessas contribuições;
  • Possibilidade de planejar a tributação, de forma mais estratégica, escolhendo o melhor período de apuração e os melhores ajustes para a empresa.

Desse modo, se a sua empresa possui elevados custos operacionais, possui uma margem de lucro menor ou está passando por prejuízos fiscais, optar pelo Lucro Real pode ser mais barato para sua empresa!

Este enquadramento é vantajoso para pequenas empresas?

Como vimos, a tributação no Lucro Real pode trazer vantagens importantes para as empresas, mas será que esse regime é vantajoso para pequenos negócios?

Ainda que essa tributação costume ser mais utilizada por médias e grandes empresas, ela não é exclusiva para esses negócios.

Desse modo, pequenas empresas também podem optar por esse enquadramento. Mas não só isso, ele também pode ser vantajoso, principalmente para os negócios com custos operacionais elevados, ou margens de lucro reduzidas.

Afinal, nesses casos, a tributação pelo lucro efetivo pode ser menor do que a tributação por uma margem de lucro fixa, como ocorre no Lucro Presumido.

No entanto, o Lucro Real também exige um maior controle contábil e fiscal. 

Por isso, é importante fazer uma análise cuidadosa e comparativa dos regimes tributários disponíveis, considerando as características e o cenário da empresa.

Para isso, é fundamental contar com o apoio de uma contabilidade especializada em Lucro Real, que possa orientar na escolha do melhor regime tributário, bem como na apuração e no recolhimento dos impostos, e forma correta e eficiente.

Aproveite as vantagens do Lucro Real com a ajuda da TCA!

Se você deseja saber se a tributação no Lucro Real é a mais vantajosa para o seu negócio, nós, da TCA, vamos te ajudar.

Afinal, somos especialistas em planejamento tributário!

Desse modo, vamos analisar todos os cenários possíveis, considerando as normas vigentes e a realidade da sua empresa e do seu mercado.

Assim, poderemos identificar a opção mais vantajosa!

E caso seja o Lucro Real, não se preocupe! Vamos cuidar de todas as burocracias contábeis e fiscais para garantir sua conformidade, além de ajudá-lo a aproveitar as vantagens disponíveis para se empreendimento.

Então entre em contato agora mesmo!

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA!

5/5 - (1 vote)

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
PIS e COFINS no Lucro Real: como funciona e quais…
Cresta Posts Box by CP